Não há nada a declarar

Na alegria, na tristeza… Na saúde, na doença… etc… O que importa é que ele aceita, assim como ela.
A festa foi um sucesso, cheia de pessoas bonitas e interessantes. A lua de mel foi em Paris, outra maravilha. Parecem dois jovens inexperientes, perdidos e apaixonados. Porém unidos.
Por enquanto.
25 anos depois… Ele sai para trabalhar, ela sai para trabalhar. Ele sai para se divertir, ela também sai para se divertir. Porém não compartilham mais o sentimento como aquele há 25 anos atrás. Nenhum mais acredita na felicidade do outro, por isso procuram pessoas diferentes. Viveram muito um ao lado do outro, cansaram-se um do outro, tiveram muitas experiências… fora do casamento(mesmo estando em um).
Quando se encontram, há somente uma breve troca de olhares e um diálogo semelhante à este: “onde esteve?” “estive por aí, não te interessa”.
5 anos depois… Encontram-se no tribunal, o juíz os declara divorciados.
1 ano depois… Ele arranja outra mulher, ela arranja outro homem. Casam-se novamente.
Mais outro ano depois… indiferente. Atos triviais e banais…

Você acredita em casamento? Não.
Você acredita na felicidade? Sim, esta não depende da pessoa que hei de encontrar na vida, mas sim em quem eu vou me tornar!

Jéssica.

Anúncios

2 respostas para “Não há nada a declarar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: